Experiência e Vida

“Minha irmã é psicóloga do SAAE (Serviço Autônomo de Água e Esgoto) de Guaratinguetá (Vale do Paraíba, SP). Hoje ela mandou essa mensagem que me encheu os olhos. Acho que vale a pena compartilhar com meus cinco leitores.”

Paulo Bicarato (Alfarrábio)

Queria apenas passar a experiência maravilhosa que vivi. Pensando em melhorar a qualidade do serviço dos coletores (lixeiros), ontem saí junto com eles na coleta. De uniforme, calçado próprio, luvas, pendurada atrás do caminhão e tudo mais. Ainda agora não organizei certo meus sentimentos. Só sei que foi muito bom e muita coisa mudou em mim. Pequenos e grandes valores tomaram outra dimensão…

É um trabalho extremamente difícil, desgastante, pesado (correr debaixo de sol não é nada fácil), mas que tem suas compensações… Existem aqueles que não dão a mínima, torcem o nariz quando vêem o caminhão chegar, ignoram sua presença, deixam pra colocar o lixo quando você já terminou a coleta da rua… Por outro lado, tem aqueles que já te esperam com um café, uma água, um pedaço de bolo, um simples bom dia e, até mesmo, aguardam o caminhão pra ter o prazer de jogar seu lixo na caçamba!

Lógico que ontem, havia algo de diferente; afinal, uma mulher entre os coletores é novidade. E a surpresa veio tanto dos próprios coletores como da comunidade. Da parte dos coletores, sentiram-se extremamente valorizados, reconhecidos mesmo (“a psicóloga vai correr!”; “a dona Cristina vai fazer o serviço com a gente”…); e, depois do serviço feito: “a sra. vai sair outra vez com a gente?”; “a sra. não vai correr no meu caminhão?”; “a sra. está de parabéns, se saiu muito bem e fez todo o percurso sem reclamar”… E por aí vai…

Por parte da comunidade, recebi elogios por onde passei, principalmente da mulherada (“é isso aí, mostre que a gente também é capaz”; “se você pode, também posso”; “estava na hora de mudar!”…). Já os homens, estes ficavam meio ressabiados, alguns resmungavam e diziam que era um absurdo, mas depois elogiavam.

Como falei, ainda não sei ao certo o que estou sentindo, mas queria compartilhar isso com vocês e colocar que a vida é muito linda, é maravilhosa! E a gente precisa de muito pouco pra ser feliz, muito pouco mesmo! O sorriso e o brilho nos olhos dos meus companheiros de trabalho, daqueles que se sentem inferiorizados pelo trabalho que executam, vale qualquer coisa… Você promover dignidade, elevar a estima, ser um espelho pra alguém é muito bom…

bjs
Cris

Pescado no Alfarrábio, por Paulo Bicarato

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s