Second Life não faz oposição à vida real

Diz um ditado popular que a diferença entre a brincadeira do adulto e a da criança é o preço de seus brinquedos. Porém, na realidade as diferenças entre os brinquedos de adultos e crianças parecem não ser apenas essas.

Entrar no Second Life visando pesquisar as possibilidades de ganho financeiro presentes nesse programa parece um atributo específico dos adultos, entre outras possíveis finalidades. Adultos com vários tipos de interesse e necessidades encontram no ambiente de sua segunda vida um grande passatempo, podendo passar ali muitas horas em busca de um significado para sua existência virtual.
 
Leia o artigo completo

por André Sendras de Assis e Erick Itakura – psicólogos componentes do NPPI 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s